Escute a rádio online agora:

Dois irmãos bastante conhecidos nos meandros policiais de Porto Nacional, foram presos por volta das 17 horas desta segunda-feira (2), acusados de cometer dois roubos em setores diferentes da cidade num espaço de tempo inferior a 8 horas.

O primeiro assalto foi praticado pouco antes da 10h da manhã, contra uma manicure no Setor Jardim América, zona norte da cidade. No momento que ela chegava em casa foi abordada por um dos irmãos que estava em uma motocicleta. O larápio agrediu a vítima e tomou a bolsa dela contendo 300 reais em dinheiro, 1 telefone Samsung J7 e documentos pessoais.

Policiais do 5º BPM foram informados e entraram em diligências contando com a cobertura da equipe da Força Tática. De posse das características dos suspeitos e do veículo usado por eles, os militares intensificaram as buscas.

Por volta das 16h e 30m, a dupla consanguínea voltou a agir. Desta feita no outro lado da cidade e novamente contra uma mulher. A ação criminosa ocorreu no anel viário, próximo ao Terminal Rodoviário, setor Imperial.

A vítima trafegava de motocicleta e foi submetida a agressões físicas. Os assaltantes tomaram sua bolsa de couro marrom contendo dois celulares, óculos de grau, cartões bancários, documentos pessoais e 212 reais em dinheiro.

Para azar dos indesejados, um transeunte observou toda a cena de violência e acionou a PM que chegou no exato momento do roubo. Quando avistaram a Polícia, G1 e G2 saíram em disparada, mas, foram alcançados pelos policiais.  Durante a fuga eles deixaram para trás alguns objetos e dinheiro.

Em poder da dupla foram recuperados: um celular LG K11 preto; um celular Samsung A50 azul; um celular Samsung J7 dourado; dois capacetes de cor rosa; uma motocicleta sem restrição que foi pega emprestada; bolsa de couro marrom e 362 reais em dinheiro.

Os dois foram autuados na 11ª CAPC – Central de Atendimento da Polícia Civil – voltaram para a CPPPN – Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional.

Quem são eles?

Nossa reportagem fez levantamentos entre populares e pesquisas através de processos judiciais para identificar os irmãos que são Guilherme Ferreira da Silva, G1, 21 anos, preso monitorado por tornozeleira eletrônica; e Gabriel Ferreira da Silva, G2, 19 anos, processado e investigado por roubos e outros crimes. Ambos residem na Rua NC-7, Setor Nova Capital, em Porto Nacional.