Uma madrugada de suspense, dor e medo foi vivenciada por um vigia que atua na Feira Coberta do Mercado Público de Porto Nacional, região central do Tocantins. Os momentos de terror foram registrados entre uma e três horas desta quarta-feira (19).

Três desconhecidos, dentre eles, um com uma arma de fogo parecida com uma pistola preta, ameaçaram matar o homem e roubaram seu facão, um celular Samsug preto e 10 reais em dinheiro. Durante a abordagem, o suspeito que estava armado insistia em dizer que queria assassinar o vigilante, mas, era demovido pelos comparsas.

A Reportagem do RONDA PORTO foi informada que o trio deixou o local em menos de meia hora, só que o acusado que portava a arma de fogo retornou sozinho cerca de uma hora e meia depois. Foi iniciada mais uma sequência de tortura psicológica e ameaça de morte em meio às implorações da vítima. Os pedidos foram tantos que acabaram sensibilizando o suspeito. Ele foi embora da feira coberta levando uma saca de castanha do Pará e um ventilador pertencentes a feirante.

O caso foi registrado na CAPC – Central de Atendimento da Polícia Civil – que repassou para a equipe da 71ª DP – Delegacia de Polícia – que fará as averiguações no sentido de identificar os autores.