Assista-nos ao vivo as 13:30 de segunda a sexta, na TV Portal Microfone Verdade
Escute online agora

Espalhe essa notícia

Professores da rede municipal de educação deflagrarão greve por tempo indeterminado a partir de terça, 11, em Natividade,  região sudeste do Tocantins. A decisão foi encaminhada durante assembleia geral realizada nesta terça-feira, 4 de fevereiro.

A categoria alega que já buscou diversas tentativas de diálogo com a prefeita Martinha Rodrigues Neto, mas não recebeu nenhuma resposta. Vários ofícios foram encaminhados.

Segundo informou os/as professores/as, a gestão não está cumprindo o Plano de Carreira do Magistério: não pagou a data-base 2019, que corresponde ao índice de 4,17% e as progressões estão atrasadas. A categoria cobra ainda o reajuste do Piso do Magistério para 2020, índice de 12%84 a partir de 1° de janeiro, mais os retroativos do reajuste do piso de 2017 e 2018.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (SINTET), José Roque Santiago, o presidente regional de Porto Nacional, Luiz Antônio e o secretário de Assuntos Municipais, Joelson Pereira participaram da assembleia.

Para o Sintet, as gestões municipais devem se organizar para cumprir a Lei. “O PCCR é Lei, o Piso é lei, e a categoria está certa em cobrar seus direitos, cabe a gestão cumprir”, disse o presidente.


Espalhe essa notícia
error: Conteúdo Protegido