Plantão
Justiça

Fim do Foro Privilegiado: Inquéritos de Gaguim e Halum voltam para justiça de Palmas.

Publicado dia 09/05/2018 às 03h17min
Os deputados são investigados por falsidade ideológica, peculato, corrupção, tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes enviou sete casos, incluindo os deputados federais tocantinenses, Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO) e do deputado César Halum (PRB-TO) à Justiça do Estado após a restrição do foro privilegiado. Com isso, os parlamentares terão suas ações correndo por aqui.

Ao todo, Moraes encaminhou para outras instâncias seis inquéritos, contando com o do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e uma ação penal, totalizando sete processos.

O inquérito que investiga os deputados será enviado à Justiça Criminal Estadual de Primeiro Grau da Comarca de Palmas.

Os parlamentares são suspeitos de falsidade ideológica, peculato, corrupção, tráfico de influência e lavagem de dinheiro por supostos atos praticados entre 2008 e 2010, quando exerciam os cargos de deputado estadual e governador de Tocantins, respectivamente.

Para cada um, as penas podem ultrapassar 30 anos de prisão, se condenados. O caso passará a tramitar na primeira instância da Justiça em Palmas.  

Fonte: Jornal Stylo