domingo, 09 de dezembro de 2018
63984631128
Educação

04/10/2018 ás 09h07

158

PortalMV

Porto Nacional / TO

Porto Nacional se destaca por incluir Libras na grade curricular do Ensino Fundamental.
Segundo a diretora de Educação de Porto Nacional, Gisele Cristine, a inclusão da disciplina no currículo é uma das ações exitosas da gestão.
Porto Nacional se destaca por incluir Libras na grade curricular do Ensino Fundamental.

A Prefeitura de Porto Nacional, por meio da Secretaria Municipal da Educação, com o objetivo de promover a inclusão social no Município passou a incluir a disciplina Libras em seu histórico escolar, sendo a única cidade do Tocantins a ter em sua estrutura curricular essa disciplina.


A disciplina irá capacitar os alunos com deficiência auditiva dentro da própria escola, bem como aos demais alunos que poderão se comunicar com seus colegas. Além disso, a Prefeitura proporciona condições de aprendizagem aos alunos, através do suporte da equipe multidisciplinar, inserindo eles nas salas de recursos e atendendo as diretrizes da Política Nacional de Educação Inclusiva.


Inclusão social


A secretária da Educação, Shyrleide Maia, afirmou que a gestão Joaquim Maia está cada dia mais buscando promover a inclusão social de todos que tenham necessidades especiais. “A Secretaria Municipal da Educação incluiu a disciplina libras nos 4º e 5º anos. Essa disciplina é estudada por todos, com o objetivo de facilitar as comunicações com os colegas, familiares e até com a comunidade em geral”, informou Shyrleide.


Comunicação


O Professor Rivaldo, através do intérprete Thiago, explicou a importância da disciplina a todos os alunos como forma de inclusão. "É necessário o ensino sobre a língua oficial dos surdos para facilitar a comunicação e quebrar as limitações ", frisou.


Respeito às diferenças


Segundo a diretora de Educação de Porto Nacional, Gisele Cristine, a inclusão da disciplina no currículo é uma das ações exitosas da gestão. “Recentemente tivemos a semana da inclusão, porém a disciplina libras nós decidimos colocar no currículo, não só para mostrar para os alunos terem como se comunicar com a comunidade surda, mas também para se trabalhar dentro da sala de aula o respeito às diferenças. Desde o início da gestão nós descobrimos uma comunidade de surdos muito grande em Porto Nacional, que não tem visibilidade, e hoje temos um resultado positivo”, explicou a Professora Gisele.

FONTE: Por Mychelle Tauane/Secom

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados