PC desvenda morte de Martim da Garapa e caça autor com preventiva decretada.
domingo, 21 de outubro de 201821/10/2018
63984631128
Nublado
23º
27º
31º
Porto Nacional - TO
dólar R$ 3,71
euro R$ 4,28
MICROFONE VERDADE
RONDA PORTO
PC desvenda morte de Martim da Garapa e caça autor com preventiva decretada.
A equipe da DHPP de Porto Nacional também esclareceu que o acusado cometeu outro homicídio em Ipueiras.
PortalMV Porto Nacional - TO
Postada em 15/09/2018 ás 00h38 - atualizada em 17/09/2018 ás 13h42
PC desvenda morte de Martim da Garapa e caça autor com preventiva decretada.

Foto de perfil social divulgada pela polícia.

A equipe da DHPP – Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – de Porto Nacional, sob a orientação dos delegados Wagner Siqueira e Diogo Fonseca da Silveira, concluiu e remeteu à Justiça, o inquérito policial instaurado para apurar o assassinato do produtor rural e feirante, Martiliano Avelino Dias, conhecido por MARTIM DA GARAPA, 57, ocorrido no final da tarde de domingo, 29 de abril de 2018, no Projeto de Assentamento Santo Antonio, município de Porto Nacional.


Foram mais de 4 meses de diligências, coleta de depoimentos, análises de materiais e outras técnicas investigativas utilizadas para dirimir qualquer dúvida sobre a dinâmica e a autoria do crime.


Ficou apurado que o produtor rural estava revoltado com a invasão dos integrantes do MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – em uma propriedade vizinha à sua chácara, onde ele mantinha uma lavoura de feijão. Sem ter êxito nas primeira reclamações, MARTIM DA GARAPA resolveu tirar satisfação da líder do acampamento conhecida como CANSANÇÃO e foi morto a tiros pelo suposto parceiro da mulher, identificado por José Carlos Evangelista de Souda, 44 anos, natural de Porto Nacional.


Após a prática do crime, os invasores desocuparam o imóvel denominado de Fazenda Panambi II e os suspeitos não foram mais vistos pela polícia.


O Delegado Wagner Siqueira contou que tanto ele quanto seu colega Diogo fizeram muitas tentativas no sentido de inquirir CANSANÇÃO e ZÉ CARLOS, entretanto, eles nunca atenderam às ligações, mensagens e intimações qie foram enviadas por telefone já que não havia endereçamento fixo do dois.


Outro Homicídio


Durante os depoimentos e buscas por informações que embasassem um pedido de prisão preventiva, os investigadores descobriram que o mesmo ZÉ CARLOS tinha praticado outro crime de morte, no ano de 2017, durante desentendimento por invasões no município de Ipueiras. Após reunir as provas suficientes, o delegado Diogo Fonseca relatou o inquérito de MARTIM DA GARAPA e pediu a prisão preventiva do autor que foi decretada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Porto Nacional, doutor Alessandro Hofmann Teixeira Mendes.


Procurado


Conforme reiterou o delegado titular da DHPP de Porto Nacional, Wagner Siqueira, o homicida José Carlos Evangelista de Sousa, 44 anos, natural de Porto Nacional, é procurado pela justiça com mandado de prisão em aberto.


Ainda segundo a autoridade policial, ele pode ser visto no Projeto no de Assentamento Padre Josimo I, município de Oliveira de Fátima-TO.


VEJA REPORTAGEM DO CRIME AQUI

FONTE: Portal MV
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

marcilene catalao - AC 18/09/2018

quero justiça para que outras pessoas não morre como meu pai infelizmente tem pessoas sem coração mais Deus vai fazer justiça com esse homem que acabou com a vida de um homem trabalhador

imprimir
2.770