Homem acusado de tentar matar colega de farra com 9 facadas é preso pela PC.
Sábado, 21 de julho de 201821/7/2018
63984631128
Ensolarado
19º
33º
33º
Porto Nacional - TO
dólar R$ 3,77
euro R$ 4,43
PREFEITURA DE PORTO NACIONAL
RONDA TO
Homem acusado de tentar matar colega de farra com 9 facadas é preso pela PC.
O crime e a prisão ocorreram na tarde desta quinta-feira, no Aureny IV em Palmas.
PortalMV Porto Nacional - TO
Postada em 07/07/2018 ás 00h36
Homem acusado de tentar matar colega de farra com 9 facadas é preso pela PC.

Acusado de tentativa de homicídio em Palmas.

Policiais civis da Capital prenderam na noite desta quinta-feira, 05, Weliton Ferreira de Sousa, acusado de tentativa de homicídio contra Luciano Sousa Gonçalves, em um bairro da região Sul da Capital. A vítima recebeu nove facadas e permanece internada no Hospital Geral de Palmas (HGP). A ocorrência foi registrada pela Central de Atendimento da Polícia Civil – Região Sul de Palmas.


De acordo com o boletim de ocorrência, agentes da Polícia Civil foram solicitados a atender uma tentativa de homicídio no Jardim Aureny IV por volta das 14h30 desta quinta-feira e quando chegaram ao local, a vítima já havia sido transferida para o HGP. Ao se deslocarem para a unidade hospitalar, os policiais questionaram Luciano e percebeu-se que ele se encontrava em estado aparente de embriaguez. Retornando às diligências, os policiais, investigando estabelecimentos comerciais por onde acusado e vítima haviam passado, chegou-se à informação que Weliton Pereira de Sousa teria afirmado que desferiu golpes de faca na vítima após consumirem bebidas alcoólicas durante o dia.


Continuando as diligências, os policiais encontraram o acusado em uma praça na região Sul da Capital. O mesmo portava consigo uma faca com aproximadamente 30 centímetros de cabo de madeira, contendo substância semelhante a sangue humano e que possivelmente fora utilizada na tentativa de homicídio. Ao ser interrogado, o acusado confessou que teria efetuado os golpes de faca, mas não soube precisar o motivo do desentendimento com a vítima.


O acusado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia, autuado em flagrante e encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP). De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o delegado Guido Camilo Ribeiro, o inquérito criminal deverá ser concluído em dez dias e posteriormente a denúncia será encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE).

FONTE: Por Whebert Araujo/Ascom-SSP
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
162