Estudante portuense atira em namorado, tenta mata-lo novamente no hospital e acaba presa.
Sábado, 21 de julho de 201821/7/2018
63984631128
Ensolarado
19º
32º
33º
Porto Nacional - TO
dólar R$ 3,77
euro R$ 4,43
PREFEITURA DE PORTO NACIONAL
RONDA PORTO
Estudante portuense atira em namorado, tenta mata-lo novamente no hospital e acaba presa.
Segundo testemunhas, a moça ficou transtornada, provavelmente, por ter sido traída.
PortalMV Porto Nacional - TO
Postada em 18/06/2018 ás 00h36 - atualizada em 19/06/2018 ás 12h48
Estudante portuense atira em namorado, tenta mata-lo novamente no hospital e acaba presa.

Estudante de Porto Nacional presa na Bolívia.

Entre as 23 horas de quinta-feira (14) e as 8 horas da manhã de sexta-feira (15), a acadêmica de medicina Neissia Lorrane Rufino Lira, 27 anos, natural de Porto Nacional (TO), residente em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, cometeu duas tentativas de homicídio contra o seu namorado, Yago Rodrigues Magalhães, 22 anos, também brasileiro.


Conforme informações repassadas por jornalistas bolivianos, no final da noite de quinta-feira, quando o casal estava em casa, a estudante atirou no ombro e nas nádegas do seu companheiro. A vítima foi levada por um conhecido para o hospital católico da cidade, onde deu entrada já no começo da madrugada desta sexta-feira (15).


Tendo tomado conhecimento que o namorado não morreu, Neissia conseguiu entrar no hospital sem ser vista e permaneceu toda a noite em uma sala de fisioterapia. Por volta das 8h, quando um médico abriu a porta, ela saiu, foi direto para o quarto onde Yago estava e o alvejou com mais dois disparos.


A jovem foi contida e desarmada pelos seguranças do hospital que a amarraram em uma maca. A polícia local foi chamada e Neissia foi presa e levada para unidade policial de Los Tusequis.


Em poder da estudante portuense foi apreendida a arma do crime, um revólver calibre 32, com quatro munições deflagradas e duas intactas.


A Polícia confirmou que o crime está relacionado a motivos passionais. Ainda segundo as fontes policiais, o ataque da jovem ao namorado ocorreu por motivos de paixão. Com ela foi apreendido um revolver calibre 32.


A direção do Hospital Católico onde o rapaz está internado, informou que os balaços atingiram o pescoço, a região pélvica, o ombro e o tórax, todos com um orifício de entrada e sem saída. Ressaltou, entretanto, que nenhum dos projéteis teria danificado órgãos vitais. Portanto, a vítima não corre fisco de morte.

FONTE: Portal MV
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

CLEIDI PORTO NACIONAL-TO - TO 18/06/2018

ESSA TEM QUE FICAR PRESA, UMA LOUCA DESSA NÃO PODE SER MÉDICA, VAI QUE NUM ATAQUE DESSE DE LOUCURA MATA OS PACIENTE!

imprimir
1.338