Quinta, 17 de outubro de 2019
63984631128
Ronda TO

11/09/2019 ás 23h25 - atualizada em 18/09/2019 ás 00h23

PortalMV

Porto Nacional / TO

Acusado de crime bárbaro em Peixe prova que estava em outra cidade e tem prisão revogada.
O suspeito apresentou imagens, declaração de comerciante e comprovante de pagamento com cartão para validar álibi.
Acusado de crime bárbaro em Peixe prova que estava em outra cidade e tem prisão revogada.

A Justiça revogou a prisão preventiva do autônomo Marcilei Lopes de Araújo, 41,  que foi apontado pela Polícia Civil como principal suspeito do bárbaro crime perpetrado contra a comerciária  Jaqueline Rodrigues Quadros, de 19 anos.


O homem que estava detido desde sexta-feira (6), conseguiu comprovar que, no mesmo horário do homicídio, estava em Gurupi, a 70 quilômetros de Peixe, onde o crime aconteceu.


Marcilei teria sido reconhecido depois que a polícia ouviu testemunhas e teve acesso a um vídeo que mostra um homem fugindo do local de crime em uma moto vermelha. Além disso, o fato de ele ter uma deficiência física em uma das pernas também reforçou a suspeição, haja visto que o acusado que aparece nas imagens também tinha essa característica.


Para comprovar seu álibi, o homem apresentou imagens, declaração de comerciante e um comprovante de pagamento com cartão de compras feitas em Gurupi no mesmo horário do crime.


Decisão Judicial


Para a juíza Ana Paula Araújo Aires Toríbio, da 1ª Escrivania Criminal de Peixe, as provas comprovam "o álibi no sentido de que o requerente não estava na cidade de Peixe na data e horário do crime", diz trecho decisão.


Ainda segundo a juíza, poderia se cogitar que datas e horários das imagens não são precisos. Só que a própria polícia confirmou as informações, conforme consta do parecer do Ministério Público. "[..] Este subscritor entrou em contato telefônico com a autoridade policial responsável pelas investigações e recebeu a informação de que algumas das imagens mencionadas no pedido acabaram de ser checadas pela Polícia Civil e apurou-se que são verdadeiras e não há indícios de que houve alteração de data ou horário", diz a decisão.

FONTE: G1/PortalMV

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados