Sexta, 23 de agosto de 2019
63984631128
Geral

07/08/2019 ás 23h13

PortalMV

Porto Nacional / TO

Deputado questiona quantas Marias vão ter que morrer para que saúde seja prioridade no TO.
Parlamentar cita pagamento em dia de guindaste alugado para o HGP em detrimento da falta de medicamentos e equipamentos para teste do pezinho.
Deputado questiona quantas Marias vão ter que morrer para que saúde seja prioridade no TO.
Deputado Federal Vicentinho Júnior aponta descasos na saúde do Tocantins.

Ao fazer uso na Tribuna, nesta quarta-feira, 7, o deputado federal Vicentinho Júnior lamentou o falecimento da senhora Maria Engraça e questionou quantas Marias precisam vir a óbito para que a saúde seja prioridade no Tocantins.


“A corrupção mata, tira o medicamento, faz vítimas no meu Tocantins. Paralelo a isso, temos acompanhado atos que desviam à lógica e o bom senso. As prioridades estão invertidas! Faltam medicamentos, equipamentos para um simples teste do pezinho, mas nunca se atrasou um dia o pagamento de um guindaste dentro do Hospital Geral de Palmas (HGP), que ninguém explica sua funcionalidade”, exemplificou.


Ao solidarizar-se com a família, Vicentinho Júnior questionou quantas vítimas ainda serão necessárias para que seja dado um basta na corrupção. “Quantos filhos ainda serão órfãos do descaso? Me solidarizo com a família e mais uma vez peço ao Governo do Estado o respeito que tem faltado com todos nós tocantinenses”, disse.


Audiência


O parlamentar destacou ainda um requerimento apresentado por ele e a deputada federal, Dulce Miranda (MDB-TO), ao Capitão Augusto (PL-SP), presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, para convidar o governador do Tocantins, o secretário de Segurança Pública e o delegado geral para explicar os motivos que levaram a extinção da Dracma.


“Espero que ele venha ou mande um representante para esclarecer tantos atos de corrupção. Mais uma vez, peço o apoio dos órgãos competentes, como o Ministério Público Federal (MPF) para que a corrupção não faça mais vítimas no Tocantins”, concluiu.

FONTE: Ascom

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados