Homens encapuzados fuzilam dois jovens e dizem que estavam cumprindo missão.
Terça, 16 de outubro de 201816/10/2018
63984631128
Nublado
23º
25º
28º
Porto Nacional - TO
dólar R$ 3,72
euro R$ 4,31
MICROFONE VERDADE
RONDA TO
Homens encapuzados fuzilam dois jovens e dizem que estavam cumprindo missão.
Os crimes foram registrados em Bernardo Sayão (TO) e deixaram a população amedrontada.
PortalMV Porto Nacional - TO
Postada em 10/06/2018 ás 00h27
Homens encapuzados fuzilam dois jovens e dizem que estavam cumprindo missão.

População está apavorada com fuzilamento de jovens.

A população de Bernardo Sayão, na região norte do Tocantins, está assustada com dois episódios de violência ocorridos na noite desta quinta-feira, 07. Dois jovens foram assassinados na cidade de menos de 5 mil habitantes, localizadas às margens da BR-153.

De acordo com a Polícia Militar, os crimes foram cometidos por quatro homens encapuzados que estavam em um carro de passeio de cor preta. As vítimas são Tharles da Silva Andrade, de 24 anos, e Leandro Rodrigues dos Santos, de 22. 

O primeiro a ser morto foi Leonardo. Conforme relatos de testemunhas, os criminosos invadiram a casa dele e atiraram várias vezes. Seis tiros atingiram o jovem, que morreu enquanto dormia no sofá da sala. Na sequência, o grupo revirou o imóvel em busca de um revólver, mas não encontrou a arma. A quadrilha deixou a residência dizendo que ia dar continuidade ao que ela chamou de "missão". 

Os homens encapuzados, então, seguiram até a casa de Tharles, que foi morto a tiros no quintal. Depois do segundo homicídio, o grupo fugiu. 

Após perícia nas cenas dos dois crimes, os corpos de Leonardo e Tharles foram encaminhados para exames no Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína. Ambos foram liberados na manhã desta sexta, 08.

A PM informou que as duas vítimas tinham passagens pela polícia e que os crimes podem ter sido motivados por um acerto de contas.

A Polícia Civil (PC) abriu inquérito para investigar as mortes. Até a conclusão deste texto, nenhum suspeito tinha sido preso ou identificado. 

Por causa dos crimes, os moradores de Bernardo Sayão estão amedrontados. Alguns até estão evitando sair à noite, temendo uma nova investida dos executores.

FONTE: RedeTO/PortalMV
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
219