sábado ,19 agosto 2017
Página Inicial / Destaques / Eduardo Siqueira nega ser “Acelerado” citado na lista da Odebrecht.

Eduardo Siqueira nega ser “Acelerado” citado na lista da Odebrecht.

O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PSDB) reagiu com indignação à citação de seu nome em reportagem do Jornal Nacional na noite do último sábado (22), que atribuiu a ele o codinome “Acelerado”, constante de uma planilha do Grupo Odebrecht, que segundo a empresa teria recebido 24 milhões de dólares.

A matéria do JN apresentou extratos de pagamentos feitos a políticos do PT e PMDB, e cita como fonte uma reportagem do jornal Folha de São Paulo. No entanto, alerta o parlamentar tocantinense, a publicação paulista em nenhum momento cita seu nome.

“O deputado Eduardo Siqueira Campos considera um erro grave de apuração de informação, a inclusão de seu nome pela simples ligação a uma lista de diversos codinomes e a não apresentação de nenhum depoimento ou qualquer outro documento comprovando a citação de seu nome. Já foi comprovado que alguns codinomes estão relacionados a mais de uma pessoa. E sem uma afirmação objetiva de quem pagou pelos valores citados, não é possível a reportagem decretar que esse pagamento foi feito a Eduardo Siqueira Campos, assim como não o fez a Folha de São Paulo, obviamente, por não possuir provas para tal afirmação. Na única delação que foi tornada pública que cita o deputado Eduardo Siqueira Campos, o delator Mario Amaro o trata pelo codinome “Canário”. E em nenhum momento, foi divulgado qualquer outro documento que identifica o deputado por outro codinome”, destaca a nota de Eduardo Siqueira Campos.

Ele lembra ainda que jamais foi filiado ao PT ou ao PMDB, e que, muito pelo contrário, sempre atuou em oposição às duas agremiações políticas. Além do mais, acrescenta, não tem qualquer ligação com as obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).

Eduardo Siqueira Campos diz ter estranhado o valor citado, de US$ 24 milhões de dólares, uma vez que jamais teve qualquer ligação política com cúpula do PT e do PMDB e no período em questão, 2010 a 2012, quando sequer cumpria mandato eletivo.

“O deputado Eduardo Siqueira Campos solicita ao Jornal Nacional, à Rede Globo e aos demais veículos de comunicação do País, que corrijam as informações erroneamente publicadas envolvendo seu nome, que por demais já tem prejudicado sua honra, lembrando que o jornalismo se faz com a correta apuração dos fatos, e na reportagem em questão está muito claro que isso não ocorreu”.

Sobre Portal MV

Jornal Digital de Porto Nacional, Tocantins. Criado em 2014, pelo jornalista e apresentador de Rádio e Tv, Aurivan Lacerda, para ser a extensão do seu programa MICROFONE VERDADE, na Internet.

Você pode Gostar de:

MPE REUNIÃO EM PORTO NACIONAL

MPE discute fluxo de atendimento no Conselho Tutelar de Porto Nacional.

Representantes do Conselho Tutelar de Porto Nacional reuniram-se com a Promotora de Justiça Márcia Mirele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *